– Coloca esse dedo aqui, humano inútil, seu escravo.